‘É como ir para a guerra sem nenhuma arma’: médicos e MP relatam caos no Amazonas com a pandemia

O texto foi atualizado em 17 de abril de 2020. “Sempre houve déficit no Amazonas, sempre faltou vaga. Sou formada há mais de 10 anos e sempre vi pacientes nos corredores das emergências porque não tem lugar nas enfermarias”, conta uma médica que atua em emergências, UTIs e em ambulâncias do Serviço de Atendimento Móvel …

‘É como ir para a guerra sem nenhuma arma’: médicos e MP relatam caos no Amazonas com a pandemia Leia mais »