Thiago mU

Thiago mU

Thiago é jornalista, locutor e produtor à frente de empresas como o Studio Mu e dos Canais AudioProdutor e GospelBeats

Share on facebook
Facebook
Share on email
Email
Share on twitter
Twitter
Share on pinterest
Pinterest
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram

Japão quer estocar remédio contra o coronavírus, que está em testes

O governo japonês quer acumular quantidade suficiente do remédio contra gripe Avigan para tratar 2 milhões de pessoas. A eficiência da droga contra o coronavírus tem sido avaliada em testes clínicos.

O plano é uma das medidas de um pacote econômico de emergência que será finalizado nesta semana. Segundo o texto prévio do pacote, o vírus representa um sério desafio à economia japonesa.

O pacote terá duas fases. A primeira buscará medidas emergenciais de apoio para a população, enquanto o país luta para conter a propagação do vírus. A segunda é baseada em ações para recuperar rapidamente a economia do país.

O governo japonês quer estocar Avigan para tratar 2 milhões de pessoas até o fim de março de 2021. Tóquio também planeja fornecer cerca de US$ 2,8 mil  para domicílios que tiveram a renda duramente afetada pelo surto do coronavírus, além de fornecer auxílio financeiro adicional para famílias com crianças.

Depois de a propagação da infecção ser contida, o governo planeja lançar uma campanha para estimular o consumo, auxiliar a indústria turística e promover eventos.

Isolamento

Menos pessoas que o normal são vistas nas ruas das maiores cidades japonesas neste domingo, após governos locais pedirem para os moradores ficarem em casa, a fim de tentar conter a propagação do novo coronavírus.

Em Shinjuku, um popular distrito de Tóquio, grandes lojas de departamento e de roupas fecharam as portas. Karaokês também fizeram o mesmo voluntariamente.

A NHK entrevistou um morador da região, de 20 anos. Ele disse que é muito estranho ver as ruas tão vazias. Acrescentou que foi buscar uma prescrição médica em um hospital e que iria voltar imediatamente para casa.

Outra entrevistada, também na faixa dos 20 anos, estava passeando com o seu cachorro. Ela afirmou que decide caminhar às vezes para aliviar o estresse do animal por ficar em casa durante muito tempo.

Depois, disse ter notado que menos pessoas estão na região do que na semana passada e que ficou tenso com a situação.

Fora de Tóquio, o parque do Castelo de Osaka, no oeste japonês, tem cerca de 3 mil cerejeiras no auge do florescimento. O local normalmente fica repleto de pessoas que organizam festas e piqueniques nesta época. Neste ano, no entanto, as autoridades pediram às pessoas que evitem visitar o local. A equipe da NHK registrou poucas pessoas caminhando pelo parque e observando as flores. A organização do local também cancelou a iluminação das árvores de cerejeira à noite.

*Emissora pública de televisão do Japão

Open chat
1
Olá!
Posso te ajudar?