Thiago mU

Thiago mU

Thiago é jornalista, locutor e produtor à frente de empresas como o Studio Mu e dos Canais AudioProdutor e GospelBeats

Share on facebook
Facebook
Share on email
Email
Share on twitter
Twitter
Share on pinterest
Pinterest
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram

Com pandemia, Oscar vai permitir que filmes lançados no streaming concorram ao prêmio

Decisão vale apenas para a edição deste ano; Academia também confirmou que categorias de som serão unificadas

Academia de Artes e Ciências Cinematográficas realizou nesta terça-feira (28) uma reunião entre os governadores de seus braços para decidir o futuro do Oscar frente o atual cenário de pandemia, onde os cinemas ao redor de todo o globo estão fechados para evitar a disseminação do coronavírus. A resolução encontrada pela organização é histórica: pela primeira vez na história, a premiação maior de Hollywood vai permitir que filmes lançados diretamente no streaming se qualifiquem para uma indicação.

A decisão é temporária, entretanto. No anúncio no site oficial da entidade, a Academia escreve que a mudança nas regras de qualificação é válida apenas para a próxima edição e a produções que “tinham um plano de lançamento para os cinemas” e decidiram por uma estreia adiantada no streaming e no VOD estadunidense. A indicação a estas produções é possível em todas as categorias, desde que os projetos se enquadrem nos critérios de elegibilidade do Oscar e sejam disponibilizados no streaming da Academia em até 60 dias após o debute nas plataformas.

“A Academia acredita firmemente que não há melhor maneira de desfrutar a magia dos filmes que assisti-los no cinema.” escreve o presidente David Rubin e a CEO Dawn Hudson no comunicado; “Ainda assim, a histórica e trágica pandemia do coronavírus tornou necessária esta exceção temporária a nossas regras de qualificação. A Academia apoia nossos membros e colegas durante este momento de incerteza”.

Além de admitir o streaming na briga pelo Oscar, a entidade também anunciou uma série de mudanças para a lista de prêmios, incluindo uma mudança drástica: as atuais categorias de Edição de Som e Mixagem de Som serão unificadas, com a estatueta batizada de Melhor Som. De acordo com a Academia, a alteração visa recompensar o “esforço coletivo” em torno do departamento e deve manter o número máximo de seis estatuetas entregues por vencedor.

As estatuetas de Filme Internacional e Canção também passaram por mudanças, embora puramente técnicas. Enquanto o prêmio de música remodelou o porcentual de composições originais necessários para cada faixa elegível (80% para trabalhos no geral, 60% no caso específico de sequências e remakes), a honraria dedicada a produções estrangeiras agora vai permitir que todos os votantes participem da primeira fase de votação, que define a pré-lista divulgada entre novembro e dezembro para facilitar a escolha dos indicados.

A 93° cerimônia do Oscar acontece no dia 28 de fevereiro de 2021.

Open chat
1
Olá!
Posso te ajudar?